Importância de realizar o controle do ativo imobilizado

Alguns pontos positivos sobre a realização do controle do ativo imobilizado podem ser ressaltados, como os citados abaixo:

  • O controle do ativo imobilizado pode fornecer conhecimento adequado sobre esses bens, proporcionando uma visão da situação real da organização, e auxiliando nas decisões estratégicas.

  • Um bom controle dos ativos pode reduzir o número de furtos e desvios do bem de uma empresa ao criar uma cultura de cuidado com os bens e aumentar a rigidez diante do controle e monitoramento do patrimônio.

  • Ter conhecimento sobre o valor patrimonial da empresa garante que ela estará preparada para operações que podem ocorrer futuramente, como fusões, aquisições, cisões, entre outras.

  • Ao cumprir uma exigência fiscal, a empresa que realiza o controle do ativo imobilizado facilita os questionamentos de auditorias internas e independentes, bancos, exigências licitatórias, entre outros, e consequentemente, facilita, também, essa atividade para ela.

  • A determinação das reais taxas de depreciação pode afetar diretamente no cálculo dos impostos, contabilizando errado o custo final dos mesmos.

  • Ter conhecimento sobre a taxa de quebras e obsolescência é estratégico para os gestores na hora de planejar o fluxo de caixa da empresa, pois ao possuir uma média desses valores, é possível planejar melhor os gastos relacionados à cada equipamento.

  • A revisão das vidas úteis econômicas do imobilizado adequa o tempo de vida útil dos bens, influenciando nos investimentos que uma empresa precisa planejar e interferindo no seu fluxo de caixa.

Consequências de não realizar o controle do ativo imobilizado

Algumas consequências negativas podem ser geradas a empresa por não realizar o controle do ativo imobilizado. São algumas destas:

  • Sem uma rigidez sobre o monitoramento do patrimônio, o número de furtos e desvios dos bens podem aumentar, o que pode gerar perdas e consequentemente prejuízos à empresa.

  • A falta de controle pode fazer com que a empresa não realize corretamente o registro contábil, ocasionando em uma omissão de receita. Essa omissão pode gerar autuação fiscal com incidência de imposto para a empresa, tornando-se prejuízo para a mesma.

  • Outra consequência negativa está relacionada à falta de capacidade e conhecimento para realizar a gestão de reposição dos bens afetados pelas quebras e obsolescências.

  • Sem conhecimento sobre o valor patrimonial, uma empresa não estará preparada para operações como fusões, aquisições, cisões, entre outras, negociando valores inadequados aos do mercado.

  • Com as reavaliações que ocorrem nos ativos imobilizados, como a de vida útil, a empresa pode cometer erros por não ter conhecimento, nem controle, sobre os reais valores de mercado dos seus bens, gerando prejuízo e até problemas fiscais.

Como visto ao longo do texto, realizar o controle do ativo imobilizado é de extrema importância para sua empresa. Dessa forma é possível garantir que sua organização tenha conhecimento dos bens que a pertence, monitorando-os e cuidando do seu patrimônio. Contudo, é importante que o serviço de controle do ativo imobilizado seja realizado por uma empresa qualificada e experiente.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento!

#ativoimobilizado

Posts Em Destaque
Posts Recentes